Total de visualizações de página

Garotos dão graça ao clássico, e Fla e Bota se despedem com empate

Em jogo marcado por disposição e empenho, rivais encerram as suas participações no Brasileirão com igualdade em 2 a 2

 

Por Richard Souza Rio de Janeiro

  • deu certo
    garotada

    Dorival Júnior e Oswaldo de Oliveira resolveram escalar jovens valores, e eles deram um novo ânimo ao clássico. Sassá e Nixon fizeram gols.
  • garçom
    W. Silva

    O lateral-direito do Fla fez os cruzamentos para os dois gols do time. Foi ele a principal peça ofensiva, sempre uma opção pela ponta direita.

  • na bronca
    torcida

    No fim, torcedores de Fla e Bota mostraram insatisfação. Rubro-negros pediram a saída da presidente Patricia, e alvinegros xingaram o técnico Oswaldo.
O clássico que pouco valia acabou sendo uma surpresa. Quatro gols, garotos da base em ação, Seedorf, Vagner Love... Pode-se dizer que Flamengo e Botafogo despediram-se de forma digna do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, no Engenhão, os times empataram em 2 a 2, pela 38ª rodada, num clássico marcado por muita luta e empenho. As equipes terminam a competição sem motivos para comemorar, principalmente o Rubro-Negro, sem conquistar objetivos importantes, mas pelo menos se esforçaram para honrar a tradição dos clubes no último compromisso da temporada.

Quem foi ao estádio conheceu Sassá, de 18 anos, que marcou o primeiro gol da partida. Viu também Nixon, de 20, fazer o primeiro dele como profissional rubro-negro. Vítor Júnior e Vagner Love completaram o placar. Com o resultado, o Flamengo termina o campeonato com 50 pontos e ocupa 11ª posição. O Alvinegro tem 55, em sexto, mas pode acabar o campeonato até em oitavo. A renda da partida foi de R$ 92.605, para um público pagante de 6.674 pessoas (9.380 presentes).

- Sempre no lugar certo, na hora certa para botar a bola para dentro. A emoção é muito grande, só tenho mesmo que agradecer a Deus - disse o garoto alvinegro Sassá.
Nixon, que fez um gol de meia-bicicleta, teve discurso parecido com o do rival.
- Primeiramente, eu quero agradecer a Deus. A emoção não tem como explicar. Me emocionei muito, sempre busquei isso. Agradecer também a toda a minha família e a meus amigos - declarou o rubro-negro.

Considerando apenas jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro, o Botafogo não vence o Flamengo há 12 anos. Agora, são 20 jogos, sendo oito derrotas e 12 empates. A última vitória alvinegra pelo nacional ocorreu em 2000, por 3 a 1.

As equipes voltam a jogar em 2013. O Flamengo, que se reapresenta em 3 de janeiro, tem estreia na Taça Guanabara prevista para o dia 19, um sábado, contra o Quissamã, às 17h, no Engenhão. No dia seguinte, no mesmo local, o Botafogo recebe o Duque de Caxias, às 19h30m. O data do início da pré-temporada do Bota ainda não foi divulgada.

São só garotos...
O sorriso de moleque demorou só quatro minutos para brotar no rosto de Sassá. Primeiro jogo como titular do time principal do Botafogo. Primeiro clássico. Primeiro gol. Esquecido pelos zagueiros do Flamengo quase dentro da pequena área, o atacante de 18 anos recebeu passe de Seedorf após jogada de Fellype Gabriel e completou de primeira, de pé direito, para o gol de Paulo Victor. Fácil, fácil. Na comemoração, o camisa 26 ajoelhou-se e logo foi encoberto pelos companheiros. Beijo no escudo, abraço apertado no técnico Oswaldo de Oliveira e muita alegria.

Sasa gol Botafogo x Flamengo (Foto: Satiro Sodré / Ag. Estado)