Total de visualizações de página

Seedorf tem início no Bota igual a seu melhor no Milan

Holandês marcou cinco vezes em 12 jogos, sendo quatro gols pelo Brasileirão e um pela Sul-Americana

 

LANCEPRESS! - Rio de Janeiro (RJ)
 
Cruzeiro x Botafogo - Campeonato Brasileiro - Gol do Seedorf (Foto: Gil Leonardi)


Contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, Seedorf deixou claro que se existe um jogador que pode levar o Glorioso de volta à Libertadores depois de 17 anos, esse cara é ele. Na vitória por 3 a 1, marcou dois belos gols e uma assistência incrível.

A adaptação do holandês ao Brasil foi tão rápida que já é igual ao seu melhor começo de temporada pelo Milan, em 2007. Na ocasião, com 31 anos, o meia marcou cinco gols em 12 jogos, três pelo Campeonato Italiano e dois pela Liga dos Campeões. No Bota, a situação é a mesma. A diferença é que ele fez quatro gols na Série A e um na Sul-Americana.

Depois de ter feito inúmeros esforços para trazer o jogador, o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, em entrevista ao LNET!, rasgou elogios ao craque :

– O Seedorf está podendo colocar em prática aquilo que a gente acreditou que iria fazer quando o contratamos. Valeu cada minuto que esperamos desde quando começamos a negociar, em 2011.

Repórter comenta a fase de Seedorf no Botafogo


Outro que está completamente feliz com a prestação de Seedorf com a camisa Alvinegra é o técnico, Oswaldo de Oliveira. Após o jogo contra a Raposa, o comandante fez questão de exaltá-lo.

– Ele foi decisivo nos três gols, mais até no que não marcou. É um jogador brilhante, um craque que desequilibra quase sempre. Eu acredito que todas equipes do Brasil precisam disso – afirmou.
 
 
Melhores momentos do craque


Seedorf em 2007
Com 31 anos, o holandês tinha acabado de ser campeão da Liga dos Campeões 06\07. Na ocasião, o apoiador marcou seu primeiro tento no quarto jogo, e fez cinco vezes até o décimo-segundo jogo.

Seedorf em 2012
Mais velho, com 36 anos, chegou ao Rio de Janeiro com grande expectativa. Curiosamente, marcou seu primeiro gol também no quarto jogo e marcou cinco vezes em 12 jogos.

Oswaldo comanda treino tático, e Fellype Gabriel é poupado

Meia, no entanto, não deve ser problema para o duelo com o Náutico. Antônio Carlos e Vítor Júnior fazem trabalho de recondicionamento


Por Fred Huber Rio de Janeiro

Antônio Carlos e Vítor Júnior, Treino do Botafogo (Foto: Fred Huber / Globoesporte.com) 
Antônio Carlos e Vítor Júnior estão mais próximos
do retorno (Foto: Fred Huber / Globoesporte.com)
 
O técnico Oswaldo de Oliveira comandou na manhã ensolarada desta sexta-feira, no campo anexo do Engenhão, um treino técnico/tático com os jogadores do Botafogo. Na atividade, comandante alvinegro deu ênfase nas finalizações e fez um trabalho em que os atletas defendiam e partiam para o contra-ataque em bloco. Ele não esboçou o time que deve enfrentar o Náutico, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Engenhão.

O meia Fellype Gabriel, que deixou o campo no jogo contra o Cruzeiro com dores na coxa direita, foi poupado da atividade no campo, mas, em princípio, não preocupa para este domingo. Andrezinho, que levou uma pancada na panturrilha esquerda, fez um rápido trabalho no gramado e foi para a sala de musculação. Ele também deve ficar à disposição de Oswaldo.

Antônio Carlos, recuperado de um estiramento na coxa direita, já iniciou o trabalho de recondicionamento físico, assim como Vítor Júnior, que teve uma contratura na coxa direita. O zagueiro tem chances de voltar na partida contra o Internacional, na próxima semana. Vítor Júnior ainda está em um estágio abaixo.

O departamento médico alvinegro tem agora Renato, Lucas Zen, Rafael Marques e Marcelo Mattos. Neste domingo, o time também não poderá contar com Márcio Azevedo e Fábio Ferreira, suspensos, além de Jefferson e Lodeiro, que estão com a seleção brasileira e uruguaia, respectivamente.

O Bota deve encarar o Náutico com: Renan, Lucas, Brinner, Dória e Lima; Jadson, Gabriel, Fellype Gabriel, Seedorf e Andrezinho; Elkeson. O Alvinegro é o sétimo colocado do Campeonato Brasileiro com 34 pontos.
 

Troféu Armando Nogueira


Seedorf dá show e é o craque da rodada#22 com a maior nota do ano

Meia holandês tem atuação espetacular na vitória do Botafogo sobre o Cruzeiro e é avaliado com 9,5. Wilson e Elano também se destacam

 

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro
 

video

O torcedor do Botafogo aguardava por esse momento desde o dia 6 de julho, quando Clarence Seedorf chegou ao aeroporto do Rio de Janeiro. Uma atuação de encher os olhos, que valeu o ingresso e demonstrou a grandeza do futebol praticado por um craque da bola. O que fez o holandês diante do Cruzeiro, em Minas Gerais, deve ser lembrado por algum tempo pelos alvinegros. Foram dois gols e uma assistência "de cinema", após uma arrancada e um lançamento perfeito que deixou Jadson na cara do gol para dar números finais à vitória de 3 a 1. A nota 9,5, a maior até agora no Troféu Armando Nogueira 2012, demonstra a importância da exibição do veterano jogador, de 36 anos.
 
Quem também arrebentou na rodada foi Wilson, goleiro do Figueirense, que garantiu o triunfo do time catarinense sobre o Corinthians por 1 a 0 ao praticar seis grandes defesas durante a partida. Além de ajudar a equipe a sair da lanterna da competição, ainda recebeu nota 8,5. Elano parece ter reencontrado o bom futebol no Sul. Diante do Atlético-GO ele marcou os dois gols que garantiram a vitória por 2 a 1 diante de um Olímpico lotado e deixou o Grêmio ainda mais na briga pelo título do Brasileirão.

Vale lembrar que a seleção do campeonato é montada após a apuração das médias de todos os jogadores que disputaram ao menos 13 partidas no Brasileirão. Os autores das notas de todas as partidas da competição são sempre os comentaristas do SporTV e jornalistas do GLOBOESPORTE.COM. O Troféu Armando Nogueira não tem nenhuma relação com o Cartola FC.

Seleção da 22ª rodada brasileiro 2012 (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)
 
GOLEIROS

A defesa já nos acréscimos que salvou o que seria o empate do Corinthians  foi apenas uma das seis defesas difíceis de Wilson, que garantiram a vitória do Figueirense por 1 a 0. O torcedor do time catarinense tem muito a agradecer ao goleirão, que ajudou a equipe a sair da lanterna do Brasileirão. Com isso, ele foi avaliado com 8,5, o melhor da posição. Vale destacar também as grandes atuações de Marcelo Grohe e Edson Bastos, que garantiram os triunfos de Grêmio e Ponte Preta, respectivamente. Ambos receberam nota 8,0 dos avaliadores.

LATERAL-DIREITO

Improvisado na lateral-direita, Correa surpreendeu. Além de marcar o gol que abriu o caminho para a vitória do Palmeiras por 3 a 1 sobre o Sport foi o principal articulador das jogadas da equipe no ataque, junto com Tiago Real, e demonstrou muita segurança na defesa. Foram três roubadas de bola na conta do volante, que deu mostras a Felipão que pode ajudar a equipe no setor. Nota 8,0 para o palmeirense. Outro que também deu conta do recado, improvisado na posição, foi Marino, do Atlético-GO. Com boa atuação diante do Grêmio ele recebeu nota 7,0.

ZAGUEIROS
Ferron, zagueiro da Ponte (Foto: Carlos Velardi/ EPTV) 
Ferron foi um dos destaques da Ponte contra o Fla
(Foto: Carlos Velardi/ EPTV)
 
A dupla de zaga da seleção da rodada se destaca por terem ajudado suas equipes a não sofrerem gols fora de casa. Apesar do grande número de desfalques importantes, o Atlético-MG enfrentou o Bahia e praticamente não levou sustos. A boa atuação de Leonardo Silva, que anulou Souza no ataque baiano, foi fundamental para a defesa do Galo não ter sido vazada durante o empate de 0 a 0. Na mesma situação, Ferron conseguiu levar a melhor no duelo diante Vagner Love. O zagueiro da Ponte Preta foi providencial para que a equipe saísse da partida sem levar gols e vencer por 1 a 0 o Flamengo. Ambos receberam nota 7,0. Gilberto Silva (Grêmio) e Dória (Botafogo) foram outros que se destacaram na posição.

LATERAL-ESQUERDO

O gol foi a coroação de uma grande partida do lateral Uendel, da Ponte Preta. Com ótima participação, ele levou a melhor sobre Leonardo Moura quando chegou ao ataque e na contenção dos avanços rubro-negros. Com participação direta no ótimo resultado sobre o Flamengo, ele recebeu nota 7,0 dos avaliadores e foi o melhor de sua posição na rodada. Quem também teve boa participação foi Helder, do Figueirense, um dos melhores em campo na vitória sobre o Corinthians, além de ter dado o passe para o gol de Caio.

VOLANTE

O elogio de Seedorf no fim da partida explica a boa atuação e a presença de Jadson como o melhor volante da 22ª rodada. O jovem atleta do Botafogo foi um "motorzinho" no meio-campo alvinegro, com ótima participação defensiva e boas chegadas no ataque. O jogador ainda foi coroado com um belíssimo gol . Após receber um lançamento primoroso do meia holandês, ele driblou o goleiro Fábio e tocou para a rede, como um verdadeiro centroavante, dando números finais à vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro. Com isso, ele recebeu nota 7,5 dos avaliadores. Rivaldo, do Sport, também merece destaque pela boa partida diante do Palmeiras, apesar da derrota. O volante marcou um belíssimo gol e teve avaliação semelhante à do botafoguense.

MEIAS


Na 13ª partida de Seedorf com a camisa do Botafogo, o holandês teve atuação que fez o torcedor alvinegro esquecer o ídolo recente que usava o místico número nas costas. Com dois gols e uma linda jogada que originou o terceiro gol, ele foi decisivo no placar final e atingiu a maior nota do Armandão na atual temporada: 9,5. Brilhou também a estrela de Elano, que, diante do Atlético-GO, marcou dois gols, decidiu a partida para o Grêmio e recebeu nota 8,0. Destaques também para Tiago Real, do Palmeiras, Fellype Gabriel, do Botafogo, e Ananias, da Portuguesa, todos avaliados com 7,5.

ATACANTES


A chegada de Bruno Mineiro mudou o rumo da Portuguesa no Campeonato Brasileiro, hoje em 11º lugar. O atacante chegou a oito gols na competição, somando os dois que marcou sobre o Coritiba, providenciais para a vitória da equipe por 3 a 0 . A atuação decisiva lhe rendeu 8,5 na opinião dos avaliadores. Quem também arrebentou foi Wellington Nem, do Fluminense. O jogador marcou duas vezes na vitória sobre o Santos por 3 a 1 e foi o grande destaque da equipe, que assumiu a liderança do Brasileirão, recebendo nota 7,5. Com boa participação e um belo gol, Dagoberto foi o principal jogador do Internacional no empate com o São Paulo, no Morumbi. Assim, teve avaliação semelhante ao atleta do Flu. Vale destacar também Obina, do Palmeiras, e Caio, do Figueirense, que fizeram gols e tiveram boas avaliações na rodada.

Reggae de Bob Marley contagia o Botafogo na dança do gol de Seedorf

Com o lateral Márcio Azevedo no comando da brincadeira, holandês faz performance em um de seus ritmos preferidos para festejar com o time

 

Por Fred Huber e Thales Soares Rio de Janeiro


video
 
A dança de Seedorf ao comemorar o seu segundo gol (veja o vídeo) na vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, quarta-feira, na Arena Independência, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro, surpreendeu. Normalmente comedido e discreto, ele se rendeu aos criativos companheiros para entrar na dança embalado pelo reggae de Bob Marley, uma das preferências musicais do jogador, que nasceu no Suriname e foi morar na Holanda ainda muito jovem.

Na concentração, Seedorf já se manifestou algumas vezes com os companheiros sobre Bob Marley. No entanto, ainda não conseguiu convencê-los a colocar um CD do cantor jamaicano no som principal do grupo antes dos jogos. A maioria ainda prefere o pagode. No entanto, na hora de festejar com o holandês, se lembraram do reggae.

- Pergunta para o Márcio (Azevedo) - disse Seedorf, ao sair do Engenhão depois do treinamento desta quinta-feira. - Ele só tem que combinar melhor antes - brincou o holandês.

A dança aconteceu meio no improviso. Seedorf abraçou Jadson e Andrezinho para festejar, quando Márcio Azevedo se aproximou dançando, acompanhado por Gabriel. Os outros três jogadores entraram na brincadeira do lateral-esquerdo, um dos principais companheiros do holandês.
- Nem sabia o que era. Fui no embalo da dança só (risos) - brincou Jadson, autor do terceiro gol na vitória sobre o Cruzeiro.

No primeiro gol, Seedorf apenas se preocupou em valorizar o lançamento de Fellype Gabriel para a sua bela conclusão. No terceiro, Jadson repetiu a comemoração do holandês, desta vez, acompanhado de Dória e Gabriel, contagiado pelo passe que se recebeu do camisa 10.

O próximo jogo do Botafogo é contra o Náutico, domingo, às 16h (de Brasília), no Engenhão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time volta a treinar na manhã desta sexta-feira no campo anexo do estádio.

Bota tenta vencer três seguidas pela primeira vez neste Brasileirão

Fellype Gabriel pede tranquilidade ao time no confronto com o Náutico, no domingo, no Engenhão

 

Por Fred Huber e Thales Soares Rio de Janeiro
 
 
Fellype Gabriel na coletiva do Botafogo (Foto: Fred Huber / Globoesporte.com) 
Fellype Gabriel espera que o Bota embale
(Foto: Fred Huber / Globoesporte.com)
 
O triunfo por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, na quarta-feira, no Independência, foi a segunda vitória consecutiva do Botafogo, o que serviu para elevar o grau de otimismo do time e da torcida no Brasileiro. Neste domingo, na partida contra o Náutico, o objetivo é fazer o que o Alvinegro ainda não conseguiu até aqui na competição: vencer três jogos em sequência.

O meia Fellype Gabriel lembrou que uma vitória sobre o Timbu criaria uma boa perspectiva para o duelo seguinte, contra o Inter, um concorrente direto pelo G-4.

- É passo a passo. Temos duas vitórias, ainda não conseguimos três seguidas no Brasileiro. No domingo temos que conseguir. Nos daria uma tranquilidade boa e uma confiança maior. Hoje a meta é entrarmos no G-4. Para isso, vencer o Náutico seria muito importante. Depois temos um confronto direto com o Internacional - disse o meia.

Para sair vitorioso contra os pernambucanos, Fellype Gabriel acredita que o melhor jeito é ter paciência com uma possível retranca e manter a pegada mostrada nos últimos jogos.

- Levamos gol contra o Cruzeiro e não nos abatemos. Temos que fazer nosso jogo, ter tranquilidade. Não se faz uma vitória em dez minutos. A entrega que o time tem tido está sendo visível. Temos que continuar com isso.

O Botafogo tem 34 pontos no Campeonato Brasileiro e está na sétima posição.

Vitórias deixam situação de Jobson em compasso de espera no Botafogo

Atacante, de 24 anos, está sem jogar desde o dia 6 de julho. Prazo para a inscrição no Campeonato Brasileiro termina no próximo dia 21

 

Por Fred Huber e Thales Soares Rio de Janeiro

jobson atacante (Foto: Bianca Rothier / Globoesporte.com) 
Jobson vive a expectativa de voltar ao Botafogo
(Foto: Bianca Rothier / Globoesporte.com)
 
Havia a expectativa de que a diretoria do Botafogo tomasse uma decisão sobre a volta de Jobson ao grupo até esta sexta-feira. No entanto, as duas vitórias seguidas e a perspectiva de bons resultados pela frente fizeram com que o caso tivesse seu desfecho adiado. Será feito um estudo melhor da situação para estabelecer de que forma o jogador poderia ser reintegrado.

O Botafogo tem até o dia 21 de setembro para contratar mais algum reforço. Depois disso, não haverá a possibilidade de inscrever mais jogadores para a disputa do Campeonato Brasileiro. Por isso, se Jobson voltar, a decisão precisará ser tomada até o dia 17 para que os trâmites de sua rescisão com o Barueri sejam concluídos.

Jobson esteve no grupo do Botafogo até maio, quando foi afastado definitivamente por indisciplina depois de uma série de faltas. Antes, ele já havia sido punido por uma discussão com o fisiologista Altamiro Bottino no vestiário, por não concordar em fazer um exame de termografia, que identifica a possibilidade de uma lesão.

Com isso, o jogador foi emprestado ao Barueri até o fim do ano para disputar a Série B. Ele fez seu último jogo no dia 6 de julho, antes de dizer que não se adaptou ao clube paulista. Jobson esteve perto de assinar com o Avaí, mas não ficou por não poder defender três clubes de um mesmo país em uma temporada. Agora, ele só pode defender Botafogo e Barueri.

Aos 24 anos, Jobson tem contrato com o Botafogo até junho de 2015. O Botafogo continua pagando os salários do jogador e, por isso, pensa em reintegrá-lo ao grupo. os dirigentes ainda não entraram em contato com ele, que concedeu entrevista ao GLOBOESPORTE.COM na terça-feira.

Pacotão: rodada#22 tem novo líder, golaço de Seedorf e frango de Magrão

No Independência também tem lençol de Elkeson e sarrafo do ladrão de bolas Márcio Azevedo. Roger perde gol feito e fica mais vezes na banheira

 

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

Wellington Nem, Fluminense e Santos (Foto: Dhavid Normando / Photocamera) 
Wellington Nem fez dois gols na vitória do Flu sobre
o Santos (Foto: Dhavid Normando / Photocamera)
 
 
A liderança do Campeonato Brasileiro ganhou novas cores: branco, verde e grená. Após ficar no quase nas duas rodadas anteriores, o Fluminense desta vez não deu chances ao azar. Venceu o Santos por 3 a 1, no Engenhão, e tomou a ponta do Atlético-MG nesta 22ª jornada. O Tricolor das Laranjeiras chegou aos 47 pontos, dois a mais que o Galo, que tem um jogo a menos.

Outro time carioca que fez bonito foi o Botafogo. Com dois gols de Seedorf, um deles uma pintura (o golaço da rodada), o Glorioso superou o Cruzeiro de virada por 3 a 1 e subiu para o sétimo lugar, ultrapassando o próprio time mineiro, que tem a mesma pontuação, mas um saldo de gols pior (zero contra seis). Durante a partida, o meia Elkeson mostrou extrema habilidade ao aplicar um lindo lençol em Leandro Guerreiro. O Independência também foi palco de um lance horroroso, como a entrada duríssima de Márcio Azevedo em cima do meia Souza, o sarrafo do meio de semana. Pelo menos, o lateral-esquerdo se destacou também nas roubadas de bola, junto com Welinton, do Flamengo, com seis no total.

As torcidas de Palmeiras e Grêmio deram um show na rodada. Diante de 29.409 alviverdes (o maior público pagante da jornada e da temporada), o Verdão bateu o Sport por 3 a 1, com uma enorme colaboração do goleiro Magrão, que, ao tentar defender o chute de Correa, deixou a bola passar por baixo de seus braços e levou um frangaço. Já no Olímpico, a promoção do Grêmio, em que um ingresso valia dois e passe livre às mulheres, deu certo. Com 46.309 presentes - recorde de público do ano em casa – o Tricolor gaúcho bateu o Atlético-GO por 2 a 1 e segue na briga pelo título com 44 pontos. O lateral-direito Pará e o atacante Leandro cometeram seis faltas e foram os recordistas no quesito. Por outro lado, André Lima foi o jogador mais caçado: oito faltas sofridas.

Quem também mandou mal neste meio de semana foi Roger. Além de ter ficado três vezes na banheira, o atacante da Ponte Preta desperdiçou uma chance clara contra o Flamengo, já nos acréscimos - o gol mais perdido. Para a sua sorte, a Macaca derrotou o Rubro-Negro por 1 a 0, no Raulino de Oliveira. Graças a uma grande atuação do goleiro Edson Bastos, que praticou três defesas difíceis, uma em cabeçada à queima-roupa de Vagner Love, e ainda puxou o contra-ataque que originou o gol da partida.
 
Confira abaixo as estatísticas e os destaques do meio de semana, com vídeos:

Estatística pacotão da 22ª rodada brasileirão 2012 (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)
 
golaco (Foto: Infoesporte)

Em sua primeira partida com a braçadeira de capitão, Seedorf teve a melhor atuação com a camisa do Botafogo. Além de uma assistência, o craque marcou dois gols, um deles uma pintura, e comandou a virada sobre o Cruzeiro, por 3 a 1, no Independência. Após lançamento de Fellype Gabriel, o holandês pegou de primeira e acertou o canto direito do goleiro Fábio.

sarrafo (Foto: Infoesporte)
 
 
Ao tentar afastar o perigo da área do Botafogo, Márcio Azevedo levantou demais a perna e acertou a trava da chuteira no rosto do meia Souza, que ficou caído no gramado. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira deu apenas o cartão amarelo para o lateral-esquerdo, para indignação dos torcedores e jogadores cruzeirenses.
 
mico (Foto: Infoesporte)
 

No empate entre São Paulo e Internacional por 1 a 1, no Morumbi, Luis Fabiano deu uma tremenda furada. Aos 23 minutos do primeiro tempo, Jadson fez grande jogada e rolou para o Fabuloso, que, livre na marca do pênalti, errou a bola. Na sequência do lance, o zagueiro Rafel Toloi também desperdiçou a chance. 

 
gol+perdido (Foto: Infoesporte)
 

No último lance da partida entre Ponte Preta e Flamengo, o atacante Roger perdeu uma chance incrível. Após linda jogada de Nikão, o camisa 9 da Macaca, na cara do gol, chutou para fora. Pelo menos, a oportunidade não fez falta ao time paulista, que bateu o Flamengo por 1 a 0, no Raulino de Oliveira e acabou com a escrita de jamais ter vencido no Rio de Janeiro.

 
frango (Foto: Infoesporte)
 

No Pacaembu, o Palmeiras abriu o placar contra o Sport com uma falha incrível do goleiro Magrão. No início da segunda etapa, o volante Correa arriscou de fora da área e o arqueiro deixou a bola passar entre seus braços. Para piorar a situação, o time pernambucano perdeu por 3 a 1 e foi ultrapassado pelo Verdão, mas as duas equipes seguem na zona da degola.
 
defesa (Foto: Infoesporte)
 
 

A Ponte Preta venceu o Flamengo por 1 a 0, no Raulino de Oliveira, graças ao goleiro Edson Bastos. Em noite inspirada, o arqueiro da Macaca praticou três defesas difíceis, em uma delas operou um verdadeiro milagre. Após cruzamento de Negueba, Vagner Love testou na pequena área e o arqueiro desviou a bola com o joelho, mostrando puro reflexo.

header drible 2 (Foto: infoesporte)
 

Além do golaço de Seedorf, o Estádio Independência foi palco de outro lance muito bonito. Aos sete minutos do segundo tempo, o meia Elkeson mostrou habilidade ao aplicar um lindo lençol em cima de Leandro Guerreiro. Na sequência do lance, o jogador tabelou com Willian e chutou para defesa de Fábio.


Botafogo faz campanha com Seedorf no Facebook para atrair sócios

Desde a chegada do holandês ao Glorioso, número de torcedores já chegou a 10 mil

 

LANCEPRESS!
Rio de Janeiro (RJ) 


Seedorf com bandeira do Botafogo (Foto: Divulgação)
 


O Botafogo aproveita o bom momento vivido por Seedorf após a vitória sobre o Cruzeiro, na última quarta, em Belo Horizonte. O clube fez uma campanha no Facebook, nesta quinta-feira, para atrair novos sócios.

Na postagem, uma foto do holandês com a bandeira do Glorioso. Abaixo, a frase: "Eu faço parte desse time. Sou Botafogo", seguida pelo link do programa de sócios no site oficial.

Desde quando Seedorf chegou ao Botafogo, em julho, o número de sócios já atingiu 10 mil alvinegros. Entretanto, o objetivo do Glorioso é aumentar esse número cada vez mais.

Presidente do Botafogo exalta show de Seedorf: 'Valeu cada minuto de espera'

Depois de um ano de negociação, Mauricio Assumpção rasga elogios para atuação do holandês contra o Cruzeiro e lembra do tempo que meia precisava para se adaptar ao Brasil


Igor Siqueira -
Rio de Janeiro (RJ)
 
Cruzeiro x Botafogo - Campeonato Brasileiro - Seedorf e Everton (Foto: Gil Leonardi)


A negociação do Botafogo com Seedorf durou mais de um ano para ser concretizada. Neste período, expectativa, nervosismo e ansiedade não saiam da cabeça de todos os alvinegros. E depois do show do holandês contra o Cruzeiro, na última quarta-feira, em Belo Horizonte, o presidente Mauricio Assumpção rasgou elogios ao craque e comemorou o bom momento do apoiador.

- Atuação foi ótima! Ele está podendo colocar em prática aquilo que a gente acreditou que ele iria fazer quando o contratamos. Valeu cada minuto que esperamos de 2011 para cá, quando concretizamos a contratação - disse.

Empolgado com o bom momento do camisa 10, o mandatário alvinegro lembrou que Seedorf precisava de alguns jogos para entrar em forma e se adaptar ao futebol brasileiro, algo que já que para ele já está acontecendo.

- As pessoas precisavam entender que o Seedorf estava em final e temporada e precisava de um tempo para entrar em forma, se adaptar ao futebol, se entrosar com os companheiros. Então é uma evolução natural. Um cara com a capacidade técnica que ele tem, pôde mostrar o que é capaz de fazer - comentou.

Depois da grande atuação contra o Cruzeiro, o holandês agora se prepara para enfrentar o Náutico, neste domingo, às 16h, no Engenhão, em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Botafogo está na sétima posição da competição, com 34 pontos, e se vencer pode diminuir a distância para o G4, que hoje é de cinco pontos.

Jadson: primeiro gol no profissional e tentativa frustrada de 'roubar' a bola

Volante, de 19 anos, conta as sensações que teve na noite inesquecível, quando marcou na vitória do Botafogo contra Cruzeiro

 

Por Fred Huber e Thales Soares Rio de Janeiro

Jadson na coletiva do Botafogo (Foto: Fred Huber / Globoesporte.com) 
Jadson se firma como titular do Botafogo
(Foto: Fred Huber / Globoesporte.com)
 
Jadson tem muitos motivos para sorrir. Efetivado no time titular do Botafogo depois da vitória sobre o Coritiba por 2 a 0, o volante ratificou sua condição com mais um bom desempenho no 3 a 1 sobre o Cruzeiro. Para a alegria ficar ainda maior, o jogador, de 19 anos, fez seu primeiro gol como profissional.

Para melhorar ainda mais, o passe foi de Seedorf após bela jogada individual. Depois de receber o lançamento, Jadson mostrou calma de atacante veterano ao driblar o goleiro Fábio e tocar para o fundo da rede. Nesta quinta, ele comentou sobre qual foi sua sensação.

- Dominei a bola e surgiu a oportunidade do drible. A sensação foi inesquecível. Muito legal fazer o primeiro gol como profissional. Passou muita coisa na minha cabeça: minha família, minha noiva, minha casa... Não sabia o que fazer. Mas o importante é que este gol saiu - vibrou o volante.

Ao fim do jogo e diante de tantas coisas que haviam acontecido, Jadson tentou ficar com a bola para recordação. A missão, no entanto, foi estragada por um gandula.

- Tentei, mas o gandula me tomou a bola. Mas a camisa ficará guardada, está de bom tamanho.

 A alegria de Jadson contagiou até jogadores mais experientes, como Fellype Gabriel. O meia relembrou até do seu primeiro gol, quando ainda vestia a camisa do Flamengo.

- Fui rever os gols e vi a felicidade do Jadson. Ele não sabia o que fazer para comemorar (risos). Quando fiz meu primeiro gol também fiquei assim, não sabia para onde correr. o que nós passamos para chegar é difícil. Tira um peso das costas, é um alívio. Meu primeiro foi em um jogo contra o Vasco. A sensação foi muito boa.

Fellype Gabriel, que jogou apenas 45 minutos mas deu duas assistências para Seedorf, elogiou também os outros jovens do time, como Gabriel e Dória.

- Eles entraram em um momento difícil, de muita cobrança, e mostraram personalidade.

Sétimo colocado do Campeonato Brasileiro com 34 pontos, o Botafogo volta a campo neste domingo, às 16h (de Brasília), para enfrentar o Náutico.
 

CBF divulga regulamento e tabela da primeira Copa do Brasil sub-20

Competição terá moldes do torneio profissional, mas com o campeão e vice garantindo vaga na Libertadores da categoria. Estádios ainda serão definidos

 

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quinta-feira o regulamento e a tabela da primeira Copa do Brasil sub-20. A competição seguirá os mesmos moldes do torneio profissional, no sistema de eliminatória, e dará ao campeão e ao vice uma vaga na Taça Libertadores da América sub-20 do ano seguinte. Daqui a 26 dias, o jogo Ponte Preta x Vasco (na tabela abaixo indicado para o Rio de Janeiro, mas que deve acontecer em Campinas/SP) inaugura a disputa, que vai até 15 de dezembro. Ainda indefinidos, os estádios serão escolhidos até 17 de setembro.

Nas duas primeiras fases, as equipes melhores colocadas no ranking nacional de clubes da CBF fazem o jogo de volta em casa. A partir das quartas de finais, haverá sorteio para definir os mandantes. Até as oitavas, os visitantes poderão eliminar a necessidade da segunda partida caso vençam por dois ou mais de diferença. Gols marcados no campo adversário vale como critério de desempate, exceto quando dois times de mesma cidade se enfrentarem duas vezes no mesmo local. Os atletas poderão ser inscritos até 26 de novembro, último dia útil antes da terceira fase.

Confira as datas e os confrontos da primeira fase:

Tabela Copa do Brasil Sub-20 (Foto: Divulgação / CBF)
 
Vagas na Libertadores sub-20 regulamentadas

Com a criação da Copa do Brasil sub-20, o país cria pela primeira vez uma regra de classificação para a Taça Libertadores da América da categoria, criada em 2011 pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).Antes, o Brasil indicava seus representantes no torneio continental com base em campeonatos nacionais não organizados pela CBF, como a Copa São Paulo de Futebol Júnior e o Brasileiro da categoria.

Na primeira edição da Libertadores sub-20, o Flamengo, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, foi o único representante nacional e chegou até às quartas de finais. Esse ano, o país teve dois participantes: o Corinthians (vencedor da Copa São Paulo de Futebol Júnior) e o América-MG (campeão brasileiro). Na ocasião, o time mineiro caiu nas quartas, enquanto a equipe paulista foi eliminada na semifinal.

Redação SporTV

Para jornalista, problema do Fla é a criação: 'Love faria o dobro no Bota'

Sidney Garambone acredita que o Rubro-Negro tem deficiência para armar boas jogadas de ataque e que artilheiro renderia mais no Alvinegro

 

Por SporTV.com Rio de Janeiro


video
 
Depois da derrota para a Ponte Preta por 1 a 0, em Volta Redonda, o jornalista da TV Globo Sidney Garambone acredita que o Flamengo sofre com a falta de criatividade no seu meio de campo. Como exemplo, citou o rival Botafogo e crê que o atacante Vagner Love renderia mais se atuasse no Alvinegro.

- O Flamengo tem dois problemas sérios. O Flamengo não cria, só corre. Quando você corre e não cria, acaba correndo atrás do adversário. Os jogadores estão se entregando. Fazendo uma mistura maluca, imagina o Vagner Love no Botafogo. Teria o dobro dos gols, porque o Botafogo cria bons lances - afirmou o jornalista, no "Redação SporTV" desta quinta.
Com dez gols, Love é um dos artilheiros do Brasileirão, empatado com Fred, do Fluminense, e Luis Fabiano, do São Paulo. Para Sidney Garambone, o Flamengo tem campanha irregular porque não encontrou a sua equipe ideal já no returno da Série A.

- Acho alarmante que um time do tamanho do Flamengo esteja em formação na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Não pode. O Dorival coloca o Negueba, tira, coloca o Adryan, o Luiz Antônio vai para a lateral... O Flamengo teve uma dispersão administrativa, de planejamento, e agora o projeto é não cair.

O comentarista do SporTV Dani Monti concorda que a equipe rubro-negra não está pronta e crê que o elenco precisa de reforços.

- O Flamengo tem várias falhas. O meio de campo não consegue armar as jogadas. A defesa é fraca. O único jogador de ponta é o Vágner Love. Atrás dele, não há grandes jogadores, capazes de desequilibrar um jogo. O Dorival já demonstrou durante a sua carreira que é um bom treinador, mas encontra problemas sérios.

O próximo desafio do Flamengo será no sábado, contra o Coritiba, no Couto Pereira. Com 27 pontos, o Rubro-Negro ocupa apenas a 13ª posição do Brasileirão.

Flamengo x Ponte Preta, Vagner Love (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem) 
 
Vagner Love seria artilheiro isolado no Botafogo, crê Garambone (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)

Bota estuda período de treino fora do Rio antes do jogo com o Corinthians

TIme voltará a ter semana livre antes do confronto do dia 23, no Engenhão, o que não acontecia desde a vitória por 3 a 0 sobre o Bahia, dia 7 de julho

 

Por Fred Huber e Thales Soares Rio de Janeiro

Oswaldo de Oliveira no treino do Botafogo (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo) 
Oswaldo já reclamou da falta de tempo para
trabalhar (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)
 
O Botafogo já começa a estudar o planejamento para uma sequência de três rodadas com jogos apenas nos fins de semana no Campeonato Brasileiro. E, logo na primeira oportunidade, o time deve fazer uma temporada de treinamentos fora do Rio de Janeiro, provavelmente, em Saquarema ou Teresópolis, antes do jogo com o Corinthians, no dia 23, no Engenhão, pela 26ª rodada da competição.

Na sequência, entre os jogos com Corinthians e Bahia, em Salvador, no dia 30, o time deve fazer um novo período de treinamentos, desta vez, até mesmo fora do estado. A discussão já vem acontecendo, mas o martelo ainda não foi batido com relação ao planejamento para essa sequência.

Desde o dia 7 de julho, quando venceu por 3 a 0 o Bahia, no Engenhão, o Botafogo não tem uma semana livre. Na ocasião, teve 13 dias antes de disputar a partida, contando com o adiamente do jogo com o Corinthians, que estava marcado para o dia 1 de julho e aconteceu apenas 10 dias depois, no Pacaembu.

No total, contra a Ponte Preta, dia 16, em Campinas, completará 21 jogos sem semanas livres, em 72 dias, incluindo os dois contra o Palmeiras, pela Copa Sul-Americana, quando acabou sendo eliminado da competição. O técnico Oswaldo de Oliveira, sempre que possível, cita a sequência para lamentar uma série de lesões no grupo no mesmo período.

Este ano, o Botafogo já teve períodos de treinamento fora do Rio em Saquarema, no centro de treinamento da CBV, onde inclusive fez parte de sua pré-temporada em janeiro, e em Teresópolis, na Granja Comary.