Total de visualizações de página


Após show de Seedorf, Oswaldo frisa: 'Pena não termos dois dele'

Técnico diz que não se cansa de enaltecer o holandês após os jogos. Depois de fazer três contra o Macaé, ele voltou a marcar na quinta-feira

 

Por Fred Huber Rio de Janeiro


Seedorf comemora gol do Botafogo contra o Resende (Foto: Fernando Soutello / Agif) 
Seedorf comemora seu gol na vitória sobre o
Resende (Foto: Fernando Soutello / Agif)
 
 
Seedorf, mais uma vez, foi decisivo. Na última rodada, o camisa 10 fez os três gols na vitória sobre o Macaé, e, na quinta-feira, fez mais um e foi o principal jogador na virada de 4 a 2 em cima do Resende. Comentar os feitos do holandês já virou rotina para o técnico Oswaldo de Oliveira. mas ele não se cansa. O comandante afirmou que seu sonho era ter "dois Seedorfs" no time.

Nesta quinta, além de fazer o gol que iniciou a reação, o meia deu passe para Cidinho fazer o dele e distribuiu jogadas de efeito. Ele jogou bastante avançado, encostando em Bruno Mendes.

- No jogo passado ele fez a mesma coisa, esteve bem perto do Bruno Mendes... É uma recorrência prazerosa falar das boas apresentações dele. Gostei muito dele no jogo. Pena que não temos dois dele. Colocaria um na frente, com a camisa 10, e um mais atrás, com a 5 ou com a 8.

FOTO


Oswaldo acredita que o gol marcado por Seedorf perto do fim do primeiro tempo, quando o Resende vencia por 2 a 0, foi decisivo para a virada alvinegra.

- Aquele gol era tudo o que eu queria. Dois de desvantagem seria uma tarefa mais distante. Mas não foi sorte, foi uma coisa construída.

Com a vitória, o Botafogo chegou a 14 pontos e se manteve na liderança do Grupo A da Taça Guanabara. A equipe só voltará a campo no dia 17, quando enfrenta o Flamengo.