Total de visualizações de página

Torcida do Bota sai do olé para os insultos a Oswaldo de Oliveira

Com virada do Atlético-MG, técnico volta a ser atacado com xingamentos na arquibancada. Ele ainda negocia sua renovação de contrato para 2013

 

Por Thales Soares Rio de Janeiro

video
 

 
Quando o Botafogo estava vencendo por 2 a 1 o Atlético-MG e jogava com um homem a mais, a torcida vibrava com o time. O bom toque de bola, que abria espaços na defesa adversária, levou aos gritos de olé. No entanto, em seu grande momento no jogo, o time se perdeu, sofreu o empate, teve Lucas expulso e o gol da virada no fim foi o castigo por não ter matado o confronto, encerrado em 3 a 2 para o Galo, quando poderia (veja os melhores momentos no vídeo).

Desde a eliminação precoce na Copa do Brasil para o Vitória e da derrota para o Fluminense na final do Campeonato Carioca, Oswaldo vem sofrendo com críticas ao seu trabalho. Em um prédio próximo ao campo anexo do Engenhão, uma faixa pedindo a sua saída está pendurada na varanda desde a sequência de sete jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, há pouco mais de um mês.

- Eu sou responsável e devo ser cobrado, pois sou eu quem cobro. Não tenho que falar nada para a torcida, mas sim melhorar. Isso é o que eu devo fazer - disse Oswaldo.

Oswaldo de Oliveira Botafogo x Atlético-MG (Foto: Wagner Meier / AGIF) 
 
Oswaldo de Oliveira durante a derrota para o Atlético-MG (Foto: Wagner Meier / AGIF)
 
A insatisfação sempre foi demonstrada pelos torcedores na arquibancada do Engenhão mesmo nos melhores momentos do time no Brasileiro. Sua permanência no clube só não é uma certeza por essa relação conturbada. O presidente Maurício Assumpção e o vice-presidente de futebol, Chico Fonseca, são os responsáveis diretos pela negociação com o treinador e desejam a sua permanência, como já foi dito publicamente pelos próprios dirigentes.

- Sei que eles me querem como eu quero ficar. Quando se fala em torcida, generaliza e não é generalizado. Onde encontro as pessoas é diferente. Os torcedores apoiam meu trabalho, dão a maior força e acham que devo renovar. Eles compreendem meu esforço e o trabalho que foi feito aqui. O Botafogo tem o 13º orçamento do Brasileiro, criticam o ataque, que é um dos melhores do Brasileiro.

 Acho essa questão da torcida no estádio uma coisa canalizada, que deveria ser estudada. Não é a torcida, e tenho certeza disso. Já vi muita coisa nesses 37 anos de futebol. Treinador caindo, que era aplaudido pela torcida, enquanto os carros dos jogadores eram quebrados - comentou o treinador.

Recentemente, Oswaldo admitiu ter recebido uma proposta milionária da China, mas o dinheiro não o seduz. Depois de cinco anos no Kashima Antlers, do Japão, o treinador prefere permanecer no Brasil, de preferência no Botafogo, onde encontrou um bom ambiente de trabalho e já conhece bem o grupo para a próxima temporada.

O Botafogo poderia ter assumido a quinta colocação se tivesse vencido o Atlético-MG, o que seria a sua melhor posição no Campeonato Brasileiro desde o título de 1995. No entanto, agora, está em sétimo lugar e precisa de uma derrota do Corinthians e um tropeço do Vasco para alcançar o seu objetivo.

O próximo jogo é contra o Flamengo, sábado, no Engenhão, pela última rodada da competição.